1Não a nós, Senhor, não a nós, mas ao teu nome dá glória, por amor da tua benignidade e da tua verdade.

2Por que dirão as nações: Onde está o seu Deus?

3Mas o nosso Deus está nos céus e faz tudo o que lhe apraz.

4Os ídolos deles são prata e ouro, obra das mãos dos homens.

5Têm boca, mas não falam; têm olhos, mas não veem;

6têm ouvidos, mas não ouvem; nariz têm, mas não cheiram.

7Têm mãos, mas não apalpam; têm pés, mas não andam; nem som algum sai da sua garganta.

8Tornem-se semelhantes a eles os que os fazem e todos os que neles confiam.

9Confia, ó Israel, no Senhor; ele é teu auxílio e teu escudo.

10Casa de Arão, confia no Senhor; ele é teu auxílio e teu escudo.

11Vós, os que temeis ao Senhor, confiai no Senhor; ele é vosso auxílio e vosso escudo.

12O Senhor, que se lembrou de nós, abençoará; abençoará a casa de Israel; abençoará a casa de Arão.

13Abençoará os que temem ao Senhor, tanto pequenos como grandes.

14O Senhor vos aumentará cada vez mais, a vós e a vossos filhos.

15Sede benditos do Senhor, que fez os céus e a terra.

16Os céus são os céus do Senhor; mas a terra, deu-a ele aos filhos dos homens.

17Os mortos não louvam ao Senhor, nem os que descem ao silêncio.

18Mas nós bendiremos ao Senhor, desde agora e para sempre. Louvai ao Senhor!