Quão credível é a Bíblia em questões de coerência e verdade nos seus relatos e afirmações?

Apologética

A Bíblia responde...

A coerência interna e temática é relativamente fácil num livro com um autor. Mas não é essa a realidade bíblica. Aqui, ao longo de quase 1600 anos, 40 pessoas diferentes (músicos, reis, pescadores, médicos, coletores de impostos, pastor de ovelhas, eruditos, entre outros), ao longo de 60 gerações diferentes, em três continentes e línguas diferentes escreveram 66 documentos sobre questões profundas e complexas com uma harmonia e coerência incrível. Aquilo que seria impossível para homens com tão grandes diferenças nas suas histórias, educação e cultura, a Bíblia o explica como sendo sinónimo da ação sobrenatural de Deus! “Porque a profecia nunca foi produzida por vontade de homem algum, mas os homens santos de Deus falaram inspirados pelo Espírito Santo” 2 Pedro 1:21.

Em muitos casos ainda hoje, são aceites como factos históricos testemunhos de segunda ou terceira “mão”. Mas aqui, no Novo Testamento, temos relatos de testemunhas oculares (orais e escritos) de fontes múltiplas e altamente pessoais, fornecidas nos próprios documentos. Estes factos apontam para um nível muito alto de credibilidade (Lucas 1: 1-3; 2 Pedro 1: 16 e 1 João 1: 1-3). Ao pregarem havia pessoas que facilmente podiam atestar de algum erro ou invenção (Atos 2: 22; 26: 26). A força e a relevância da profecia cumprida posiciona a Bíblia num espaço de destaque em relação a qualquer outro livro “religioso”, entre os que advogam a mesma prerrogativa de serem de inspiração divina. Nela encontramos factos e detalhes anunciados centenas de anos antes do seu cumprimento. (Isaías 48:3, 5-7).

Aqui ficam alguns exemplos: (Se desejar uma visão mais global por favor clique aqui)

  • Iria nascer de uma virgem: Isaías 7:14 e Mateus 1:18-23;
  • Nasceria em Belém Efrata (ou Belém da Judeia): Miqueias 5:2 e Mateus 2:1;
  • Pessoas famosas viriam adorá-Lo: Salmos 72:10 e Mateus 2:1-11.
  • Por causa do Seu nascimento, haveria uma matança dos meninos de Belém: Jeremias 31:15 e Mateus 2:16-18.
  • Iria ser precedido por João: Malaquias 3:1; 4:5-6 e Marcos 1:2-4; Lucas 1:13-17; 3:3-4;
  • Iria realizar milagres: Isaías 35:5-6 e Mateus 11:4-6;
  • Iria ser injuriado: Salmos 22:6e Romanos 15:3.
  • Os judeus e os gentios coligar-se-iam contra Ele: Salmos 2:1-2 e Lucas 23:12
  • Seria traído por um amigo: Salmos 41:9; João 13:18, 21.
  • Os Seus discípulos O abandonariam: Zacarias 13:7 e Mateus 26:31, 56;
  • Seria vendido por trinta moedas de prata: Zacarias 11:12 e Mateus 26:15.
  • O seu preço seria dado pelo campo do oleiro: Zacarias 11:13 e Mateus 27:7.
  • A intensidade dos Seus sofrimentos: Salmos 22:14-15 e Marcos 14:33-35;
  • Os Seus sofrimentos seriam em lugar de outros: Isaías 53:4-6 e Mateus 20:28.
  • A Sua paciência e silêncio sob os sofrimentos: Isaías 53:7 e Mateus 26:63;
  • Foi cuspido e flagelado: Isaías 50:6; João 19:1.
  • As Suas mãos e pés seriam cravados numa cruz: Salmos 22:16 e João 19:18;
  • Sentiria ter sido abandonado pelo Pai: Salmos 22:1 e Mateus 27:46.
  • Ser-Lhe-iam dados fel e vinagre: Salmos 69:21 e Mateus 27:34.
  • As Suas vestes seriam divididas, e sortes seriam lançadas pela Sua túnica: Salmos 22:18 e Mateus 27:35.
  • Intercederia pelos Seus algozes: Isaías 53:12 e Lucas 23:34.
  • Seria morto: Isaías 53:12 e Mateus 27:50.
  • Nenhum dos Seus ossos seria quebrado: Salmos 34:20 e João 19:33, 36.
  • Seria trespassado: Zacarias 12:10 e João 19:34, 37.
  • Seria sepultado como rico: Isaías 53:9 e Mateus 27:57-60.
  • Ascenderia ao céu: Salmos 68:18 e Atos 1:9, 11.