Porque hei de guardar o sábado se Jesus ressuscitou no domingo?

Sábado

A Bíblia responde...

Ninguém duvida de quão essencial é a ressurreição de Jesus na fé cristã (1 Coríntios 17: 17). Será que isso justifica a santificação do 1º dia da semana o domingo, como dia do Senhor? Numa 6ª feira, Jesus morreu na cruz (Marcos 16: 21). Morreu no nosso lugar e sobre Si levou os nossos pecados (Isaías 53: 4 e 5). Quem duvida da importância de tal decisão? Posso eu anular um mandamento de Deus e decidir transferir a solenidade desse dia para a 6º feira? Quantos dias foram importantes porque neles Jesus foi mais longe no Seu plano de salvação? Num deles, Jesus decidiu no Céu oferecer-se por cada um de nós (1 Pedro 1: 19 e 20). Noutro dia, nasceu como humilde criança (Lucas 2: 5 – 14). Em todos eles, viveu sem pecar (1 Pedro 2: 22), e hoje intercede constantemente por nós (João 2: 1). Cada um destes pontos é essencial na história da redenção. Que dia posso escolher e santifica-lo como Dia do Senhor?

Devo guardar o sábado, mesmo se Jesus ressuscitou no domingo... 

  • Porque uma coisa não anula a outra. O sábado tornou-se o memorial da criação porque nele Jesus descansou da Sua obra criadora (Êxodo 20: 8 – 11; Colossenses 1: 15 - 17). Curiosamente, na sepultura, Jesus também descansou no dia de sábado, fazendo deste igualmente o memorial da redenção.
  • Porque Deus diz que “Não quebrarei o meu concerto, não alterarei o que saiu dos meus lábios.” Salmo 89: 34. Contudo, a Bíblia alerta que alguém conduzido por Satanás, “proferirá palavras contra o Altíssimo, e destruirá os santos do Altíssimo” e como se não bastasse ainda “cuidará em mudar os tempos e a lei…” Daniel 7: 25.
  • Porque mesmo se Jesus ressuscitou no domingo, Jesus não veio “destruir a lei ou os profetas; não vim ab-rogar, mas cumprir.” Porque “qualquer, pois, que violar um destes menores mandamentos e assim ensinar aos homens será chamado o menor no Reino dos céus; aquele, porém, que os cumprir e ensinar será chamado grande no Reino dos céus.” Mateus 5: 17 e 19.
  • Porque os discípulos mesmo depois de ver o seu Senhor ser cravado na cruz (e hipoteticamente ter cravado a lei e o sábado), as mulheres deixaram de preparar o corpo do Senhor Jesus e “no sábado, repousaram.” Não foi por ignorância. 30 anos depois da crucificação, Lucas inspirado ainda escreveu que o fizeram “conforme o mandamento.” Lucas 23: 54 – 56.
  • “Porque qualquer que guardar toda a lei e tropeçar em um só ponto tornou-se culpado de todos.” Tiago 2: 10.
  • Porque “Aquele que diz: Eu conheço-o e não guarda os seus mandamentos é mentiroso, e nele não está a verdade.” Jesus morreu no nosso lugar, mas não guardou a lei por nós. “Aquele que diz que está nele também deve andar como ele andou.” 1 João 2: 4 e 6.
  • Porque o Sábado é o sinal entre o verdadeiro Deus e Seu Povo. “E também lhes dei os meus sábados, para que servissem de sinal entre mim e eles, para que soubessem que eu sou o SENHOR que os santifica. E santificai os meus sábados, e servirão de sinal entre mim e vós, para que saibais que eu sou o SENHOR, vosso Deus.” Ezequiel 20: 12 e 20. Sinal entre o verdadeiro Deus e o povo que lhe obedece, o sábado não foi concedido para ser um peso na vida do crente, mas uma bênção para ser vivida na fé em Jesus. O sábado deve ser um dia de excelência, um dia de encontro e companheirismo com Deus. Quando assim é, não é surpresa que Satanás odeie este dia.